SOBRE

Luigi Ricciardi é mestre e doutor em literatura. Fundou a revista Pluriverso e é colaborador dos sites Homo Literatus e Obvious, escrevendo resenhas críticas e matérias. Colaborou também com os jornais O Diário e Gazeta Democrática.

Já mediou mesas de escritores e personalidades literárias como Luiz Ruffato, Miguel Sanches Neto, Rafael Gallo, Andréa Zamorano, José Roberto Walker, Ilan Brenman, Paola Aleksandra, Yuri Al’Hanati, Bel Santos Mayer, entre outros.

Publicou cinco livros de contos: Anacronismo moderno (2011), Notícias do submundo (2014), Criador e criatura (2015), Antes fosse uma metáfora morta (2018) e A aspereza da loucura (2018).

Está na coletânea da Biblioteca Pública do Paraná como um dos 101 poetas mais importantes da história do estado.

Foi finalista do Prêmio SESC 2013 com o romance “Aquilo que não cabe” –  rebatizado de “Não quero ser Luigi Ricciardi”, que ainda permanece inédito.

Para resenhas neste blog, recebeu livros de algumas editoras:

Tordesilhas

DarkSide Books

Todavia

Laranja Original

Penalux

Arte & Letra

AR Publisher

Seja também um colaborador do blog. Você é leitor?  Compartilhe as resenhas na sua time line no Facebook. Você é escritor? Envie um exemplar do seu livro. Você é editor? Entre em contato para estabelecermos parcerias. 

Canais no youtube e perfis no Instagram também são bem-vindos.